15 Dicas Para Você Começar a Pagar a Dívida

por | 28 de fevereiro de 2016

1 – Coloque tudo na ponta do lápis

O primeiro passo para quitar as dívidas é saber – em detalhes – quanto se deve e como as dívidas se tornam um único valor quando colocadas juntas. Antes de entrar em mais dívidas, procure ter certeza de que não se esqueceu de colocar no “bolo” aquela conta do mercado ou a parcela do celular.

2 – Crie limites

Até que você quite suas dívidas, será necessário pensar duas vezes antes de criar mais débitos. Uma forma de direcionar melhor o seu dinheiro é criando limites para os gastos, principalmente em quesitos que podem esperar, como idas semanais ao cinema e uma viagem que pode ser adiada.

3 – Use truques

Quando for colocar os gastos no papel e estabelecer os limites para seus gastos, procure calcular o valor disponível para gastar menor do que ele é de fato e avalie as dívidas como se fossem maiores do que são. Não que você deva mudar os valores reais, mas sim arredondar dessa forma, se necessário.

4 – Organize tudo com quem está envolvido

Nada melhor para economizar em casa do que juntar a família e tocar no assunto. Uma das 15 dicas para começar a pagar as dívidas – com certeza uma das mais importantes – é levar a realidade a todas as pessoas que podem ajudar. Se é preciso poupar, a família pode ajudar com atitudes simples.

5 – Estabeleça metas

Se você criar hábitos de poupança, economia e respeitá-los poderá ter ideia de quando conseguirá quitar suas dívidas. Portanto, com base nas informações que já tem, estabeleça como e quando sua dívida deverá morrer.

6 – Coloque tudo junto

Se for possível, transfira os vencimentos de todas as suas dívidas para o mesmo dia. Dessa forma, não se esquecerá de pagar nada e não precisará se concentrar em organizar vários pagamentos mensais, correndo o risco de perder algo.

7 – Faça alguns pequenos sacrifícios

Você poderá precisar deixar algumas coisas de lado para priorizar o pagamento das dívidas. Esquecer o cartão de crédito por alguns meses é um exemplo.

8 – Não parcele

Se você está lendo este artigo deve ter acumulado dívidas e, uma forma de pagar as que já tem é evitar fazer mais. Se precisar comprar algo e puder pagar com dinheiro e à vista, faça.

9 – Encontre alternativas para se “consolar”

Comprar é uma das formas que as pessoas encontram para se animar depois de algum problema. Enquanto algumas preferem comer, outras descontam as mágoas no cartão de crédito. Leve seus hobbies e amigos mais a sério e não saia achando que “merece”comprar isso ou aquilo por ter passado por uma decepção.

10 – Se não precisa comprar agora, não compre

15 dicas são suficientes para começar a pagar a dívida, basta lembrar-se de coisas extremamente simples, que acabamos nem cogitando por acharmos que tudo só pode ser resolvido usando dinheiro. Procure usar coisas emprestadas, caso possa. Se você precisa limpar o carro, faça você mesmo, não pague alguém e, caso não tenha um aspirador de pó, não compre um, basta pedir emprestado do seu primo ou vizinho.

11 – Não renda-se aos profissionais

Os profissionais de marketing estudaram para te induzir a comprar e – acredite – eles são muito bons nisso! Não se deixe levar pelas propagandas e promoções, elas sempre voltam e sempre melhoram. Não compre por que disseram que você deve comprar e não acredite que aquilo é “só por hoje”, pois nunca é.

12 – Avalie direito

Não existe pessoa que nunca precise comprar nada. Na hora de adquirir um produto, faça uma pesquisa mais aprofundada. Não compre na primeira loja, mesmo que haja um superbanner com uma “promoção irresistível”. Cogite comprar, inclusive, no exterior, se for opção.

13 – Procure a melhor forma de quitar as dívidas

O empréstimo bancário, nem sempre, é o melhor a se fazer para pagar a dívida. Procure alternativas e se atente aos golpistas, pois são inúmeros e têm carinha de bons moços. Talvez você consiga pagar seus débitos sem precisar recorrer ao banco. Organize-se e veja se isso é possível.

14 – Não subestime os gastos menores

Aquele cafezinho parece custar um trocado que não vai fazer falta, e isso não é mentira, mas o problema surge e fica feio quando esse cafezinho é tomado quase todo dia. Aquele picolé no calor e o chocolatinho depois do almoço são gastos pequenos que, no fim do mês, mostram suas caras.

15 – Melhore-se

A última das 15 dicas para começar a pagar a dívida é aprender. Estude regrinhas de economia doméstica, aprenda algo que possa auxiliar a ganhar uma rendinha extra, saiba mais sobre como evitar golpes e identificar bons negócios. Use esse momento de “cinto apertado” para se melhorar e sair mais preparado das dívidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *