Confira Nesse Artigo Como Funciona o Empréstimo Consignado?

por | 28 de fevereiro de 2016

A economia vive um momento de instabilidade, e não é só no Brasil. O mundo todo passa por uma fase de reestruturação financeira, resultada de uma má fase da economia, aparentemente, mais sólida. Porém, isso não impede que corramos atrás de resolver nossos próprios problemas financeiros, ou mesmo de realizarmos nossos sonhos.Por isso, aqui, você vai aprender como funciona o empréstimo consignado, uma das formas mais divulgadas de crédito.

O que é empréstimo consignado?

 

É uma modalidade de empréstimo que oferece mais garantias ao banco que oferece o crédito. Após a regularização do acordo, as parcelas negociadas serão debitadas do salário do contratante do empréstimo, assim, o risco de calote fica reduzido e, também por esse motivo, os juros do empréstimo consignado são menores. Até pessoas com restrições no nome podem contratar, já que o pagamento da dívida não depende de a pessoa ter ou não dinheiro sobrando.

Quanto dinheiro eu posso pedir em um crédito consignado?

Como o pagamento dos valores depende do salário do contratante, o céu não é o limite na hora de pedir uma quantia ao banco. As parcelas também devem estar dentro de um limite que é medido com base no salário de quem assina o contrato. Os pagamentos mensais não podem ultrapassar 30% do valor de salário do cliente.

Qualquer pessoa pode contratar um empréstimo?

No caso do consignado, apenas podem pedir as pessoas que têm uma fonte de renda comprovada, pois as parcelas serão debitadas no valor que o empregador deposita. Podem pedir: trabalhadores com carteira assinada; aposentados e pensionistas do INSS; funcionários públicos; e militares.

Quantos empréstimos eu posso pedir?

Como as parcelas não podem passar os 30% do valor do salário, é possível pedir quantos empréstimos forem possíveis dentro desse limite. Claro que sempre fica mais fácil colocar tudo em um débito só, mas, caso precise, o limite é esse.

Do que eu preciso para contratar um empréstimo consignado?

O primeiro passo é ter uma renda fixa e garantida. No caso de trabalhadores em experiência, estagiários ou informais, pode ficar mais difícil conseguir contratar essa modalidade de empréstimo. Os documentos para a solicitação são os básicos: RG, CPF, comprovante de residência e, claro, o contracheque ou holerite, pois os valores que o banco pode oferecer dependem do que eles apresentam em relação à sua renda.

Quais são as taxas cobradas pelos bancos?

As taxas variam bastante de acordo com o banco. As taxas de juros de empréstimo consignado não são fixas para todas as agências e podem ficar entre 1,5% e 3,5% ao mês.

E as consultas ao SPC/SERASA?

A modalidade de empréstimo consignado é mais procurada do que a maioria dos outros tipos por sua facilidade de aquisição, pagamento e por não depender de consultas aos órgãos de proteção de créditos, como SPC e SERASA.

Esse tipo de empréstimo, por vezes, é usado para quitar outras dívidas – até mesmo as que possam ter sujado o nome da pessoa. Os juros menores também são atrativos relevantes para quem quer dinheiro para realizar um sonho, pagar uma viagem ou comprar materiais de construção para erguer sua casa própria (lembrando que há modalidades de crédito direcionadas para esse último tópico).

O empréstimo consignado é opção mais tranquila para o contratante e para o banco, pois ambos são beneficiados. De um lado, há a facilidade e as taxas menores, do outro, a garantia de pagamento. Mas há outras possibilidades.

Eu devo pegar esse tipo de empréstimo?

Só depende de você e de uma análise sobre suas finanças. Conseguir o empréstimo não será problema, mas que fique claro que um valor será debitado automaticamente da sua conta todos os meses. Se você não tem condições de abrir mão desse valor, não contrate, pois poderá comprometer outros pagamentos e se complicar ainda mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *